Conhecida no início do século passado como a região do “isolado”, o bairro Santa Tereza localizado na região leste da Capital, era basicamente sem moradores, devido ao fato de no local existir um hospital, cuja finalidade era abrigar e tratar pacientes psiquiátricos e alguns pacientes com doenças respiratórias como tuberculose (considerada incurável na época).

O bairro hoje é famoso por seus carnavais e blocos carnavalescos (como a banda santa), bem como pela grande variedade e opções de lazer. Contribuindo também com a parte cultural de Belo Horizonte e de nosso país, uma vez que nela despontaram talentos como Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes e Fernando Brant (como Clube da Esquina), a banda Sepultura, a banda Skank, a banda Pato Fú e etc.

A ocupação do bairro se deu principalmente por imigrantes italianos, que vinham para o Brasil em busca de melhores condições de vida. Tornando assim o centro de imigração da Capital e responsável por acolher imigrantes que buscavam legalizar suas situações no Brasil. Hoje o bairro se destaca pela beleza arquitetônica e conta com muita diversão, cultura, lazer e religiosidade.

A praça que mais se destaca e chama a atenção de moradores e visitantes no bairro é a Praça Duque de Caxias que oferece as crianças, adolescentes e adultos espaço para o lazer como brinquedos, shows e muita diversão. Na praça também as crianças vão encontrar para se divertirem escorregador, playground, espaço para jogar bola e andar de bicicleta, tudo na maior tranqüilidade.

Para quem gosta de um bom bate papo, existem vários bancos espalhados pela praça e muitas árvores que servem de aconchego para os moradores e alguém que passa por lá. Em frente à praça também, existe uma das mais antigas escolas de ensino, o Colégio Tiradentes e o Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais que responde por todo o policiamento da regional Leste.

O coreto que fica na praça coincide com o centro geométrico do local por tratar-se do espaço mais importante sob o aspecto paisagístico, já que através do coreto pode se visualizar a igreja matriz de Santa Tereza, numa bonita imagem ao fundo, que se orgulha ainda de exibir belíssimas árvores, inclusive mognos altaneiros e cedro.

Apesar do bucolismo e da paz aparente, morar em Santa Tereza a exemplo de outros bairros de uma cidade grande, é conviver com os extremos das baladas do Clube da Esquina ao som da Banda Sepultura.

 

Foto tirada do site da Associação Comunitária da Vila São Vicente: vilasaovicentebh.blogspot.com

 

Jornalista: Agnaldo Moreira

 

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *