O mundo esta passando por várias transformações e com elas a mídia surge como a grande vilã em nossa história, criando mitos e heróis, nos levando a acreditar que somos incapazes de formar nossa própria opinião. Fomos ensinados a não questionar o que achávamos ser inquestionável. Heróis foram surgindo, e a mídia nos colocando frente a frente com a realidade sem termos o direito sequer de fazermos nosso próprio juízo.

Heróis sim, são pessoas que não precisam parecer na mídia, nem destruir nações inteiras para conseguir o que querem. “Nossos ídolos ainda são os mesmos, mas as aparências não enganam não” como dizia o poeta “Le Figaro”, em um jornal de grande circulação na França (Paris).

Em um dos seus artigos, publicado há algum tempo, já criticava que o Brasil tinha como heróis nacionais um jogador de futebol, um corredor de fórmula um e um cantor de música popular.  Isto nos leva a refletir que, apesar de ter sido uma crítica destrutiva, possui um grande fundo de verdade.

Heróis brasileiros quando são reverenciados, não passam de mitos criados em escolas e cursos acadêmicos. Se realmente atinarmos e pesquisássemos, talvez descobriríamos que  o  real valor do caráter e a personalidade de nossos heróis fossem outros. Assim em nosso país temos pessoas que temporariamente são transformadas em mitos pela mídia, em heróis pelo povo e que são facilmente esquecidos.

 

Jornalista: Agnaldo Moreira

 

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *