Depressão, um mal que atinge a humanidade

        A depressão é uma doença que afeta o estado de humor da pessoa deixando-a com tristeza e vem suscitando debate entre estudiosos da área da saúde. Segundo projeções da Organização Mundial da saúde: A depressão é a principal doença na carga global no mundo e já alcança 350 milhões de pessoas no planeta.

Já no Brasil, a pesquisa nacional da saúde do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que pessoas entre 60 e 64 anos de idade apresentam a faixa etária com maior proporção (11%) de diagnóstico de depressão.

Segundo a psicóloga Maria Célia Abreu, mestra e doutora em Psicologia da Educação pela PUC-USP e coordenadora do Instituto para o Desenvolvimento Educacional, Artístico e Científico – Ideac, de São Paulo. “Em cada quatro ou cinco pessoas, uma terá um episódio depressivo em algum momento da vida. Entre essas, as mulheres são as principais vítimas: de cada três pessoas com depressão, duas são mulheres. Isso se mantém até os 65 anos; depois, a freqüência entre os sexos se iguala”.

A pessoa depressiva fica triste, desanimada, abatida, baixo astral, contudo, nega a existência de tais sentimentos, que pode aparecer de outras maneiras, como por um sentimento de raiva, ou tentativas constantes de culpar os outros. Essa doença pode afetar o dia a dia do indivíduo sendo difícil cuidar das tarefas habituais tornando suas obrigações penosas, ou até mesmo impraticáveis.

Para Miguel Jorge, professor associado de psiquiatria da Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp) “Além do componente genético, que pode predispor algumas pessoas à doença, fatores externos da vida atual, como o estresse e a grande competitividade profissional, podem favorecer o aparecimento da doença”.

Miguel Jorge afirma ainda que “O problema se agrava mais nos idosos e a chegada de doenças crônicas incuráveis somando a perda de pessoas mais próximas e a possibilidade por não poder mais realizar algumas atividades os tornam mais vulneráveis a depressão e ao suicídio”.

         Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) prevêem para 2020 que a principal causa que levará a perder anos de vida saudável, no mundo, será as doenças cardíacas, e a segunda é a depressão. Entre os brasileiros adultos, calcula-se que 6% a 8% sofrem de depressão. Cecília afirma ainda que, o distúrbio depressivo se manifesta em todos os estágios da vida

De qualquer forma, depressões leves ou mais graves necessitam de tratamento médico, geralmente com medicações antidepressivas, psicoterápico, ou a combinação de ambos, de acordo com a intensidade da doença e a disponibilidade dos tratamentos. Fique atento, essa doença pode matar.

Jornalista: Agnaldo Moreira

Related Articles